Atelier Cronologia
Visual
Exposições Visões
Críticas
Curriculum
Vitae
Contato  
     
 
     

 



        Em Nori Figueiredo, a gravura prevalece sobre as demais artes: nela, o desenho já principia graficamente, ora como ponta-seca, ora como água-forte, ficando barrados o lápis, o nanquim ou outro meio como desenhadores preliminares e alheios à ação gráfica na placa. Excetuando-se a maneira-negra, em que os volumes saltam sem recorrer a linhas, as demais técnicas implicam lineamentos: desenhando, a água-forte ou a ponta-seca designam, metonimicamente, o vasto campo calcográfico, por Nori arado em muitos sentidos e direções.
                                                                                         Leon Kossovitch

        As gravuras figurativas de Nori Figueiredo são, finalmente, atemporais. Não se coloca, para ele, a questão da contemporaneidade como uma tendência ou estilo; coloca-se, sim, o dar vazão a alguns pequeninos demônios e a largos sonhos, com a linguagem que espontânea ( e virtuosisticamente ) salta de seus instrumentos de gravar.

                                                                                 Olívio Tavares de Araújo

 

        Seus pássaros não são apenas pássaros, mas possuem um significado a desvendar, seus seres não são só seres, mas símbolos do ser. Por isso mesmo, seus trabalhos são mais dramáticos, às vezes trágicos, pois meditam sobre a existência do ser, sobre o que fazemos aqui. Seu trabalho é cheio de sombras, suas linhas fortes, marcantes, pouca aguada pois nesse proceso há diluição da imagem. Os sulcos são fundos demarcando, assim, no processo de composição sua maneira de ser diante do mundo a reflexão.

                                                                                    Alberto Beuttenmüller

 

 

 

Todos os direitos reservados © Nori Figueiredo/2005 - Desenvolvido por Stenico